Berçário

 

 

Pretende-se que o berçário seja um espaço onde se respeita o ritmo individual de cada bebé e se promova a socialização através de diferentes situações educativas assentes em ROTINAS SECURIZANTES, experiências e descobertas significativas.

 

Todo o trabalho desenvolvido no berçário/creche tem como grande objetivo promover o desenvolvimento integral da criança ao nível socioafetivo, cognitivo e psicomotor, valorizando acima de tudo as relações ricas e estimulantes, criança-criança e criança-adulto.

A criança é o centro de toda a atividade e é a partir das suas características individuais e do seu enquadramento no grupo que a equipa de sala organiza e projeta o seu trabalho. O equilíbrio permanente (entre o que a criança necessita, o que o educador sabe que é necessário, bem como o diálogo com a família) será sempre uma prioridade de atuação.

Deste modo, há grandes prioridades educativas em termos de rotinas diárias a manter com qualidade, com atenção individualizada, mas tendo sempre em consideração o grupo como elemento estruturante e fundamental para um crescimento equilibrado, numa efetiva relação de interação criança/criança, criança/adulto.

 

Apresentamos um serviço em que tudo o que diga respeito às crianças está incluído: papas, leites, biberons, tetinas, fraldas, toalhitas, cremes (marcas solicitadas pelos pais), assim como a alimentação.

 

Também temos ao dispor das famílias refeições para poderem levar para casa, quando solicitadas com antecedência.


 

Creche

Cabe ao educador de infância titular do grupo de creche elaborar o projeto pedagógico (através da planificação, organização e avaliação do ambiente educativo bem como das atividades e projetos a realizar), tendo em vista a prossecução de aprendizagens integradas e significativas. Fomenta-se uma gestão flexível, onde se privilegia a autonomia e a diferenciação pedagógica, procurando dar resposta às diferentes necessidades, interesses, ritmos e saberes das crianças, numa relação de parceria com as famílias. A organização adotada integra momentos de experimentação e descoberta, através de atividades estruturadas e planificadas, adequadas ao grupo etário.

 

A ação educativa em creche decorre de forma equilibrada, privilegiando acima de tudo os momentos da rotina diária (acolhimento, higiene, refeições, repouso, brincadeiras livres…), considerados como elementos-chaves do equilíbrio de cada criança e da organização do grupo.

 

A matriz pedagógica apresentada foi elaborada tendo por base as diretrizes evidenciadas pelo “Manual de Processos-Chave”, documento orientador emitido pelo Ministério da Segurança Social.

 

Matriz Pedagógica de Creche (18 - 36 meses)

 

Área fiísico – motora

Engloba a motricidade fina e grossa

Área de aprendizagem e cognição

Engloba o pensamento e o raciocínio lógico-matemático e científico, a abordagem e o desenvolvimento da linguagem oral e escrita.

Área pessoal e social

Abrange o pensamento criativo através da expressão do movimento, da música, das artes…

Área de higiene, saúde e segurança
 

 

Jardim de Infância

 

No Jardim de Infância, dos 3 aos 6 anos de idade, a criança desenvolve competências essenciais de partilha, aceitação e sociabilidade com o mundo.

 

 

O educador de infância, enquanto docente titular do grupo, assume o papel de construtor e gestor do currículo de jardim de infância, tendo por base os interesses e necessidades das crianças, fomentando uma gestão flexível, onde se privilegia a autonomia e a diferenciação pedagógica, procurando dar resposta às diferentes necessidades, interesses, ritmos e saberes das crianças.

 

Tendo por base o projeto educativo de escola, o projeto curricular de grupo deverá, refletir ainda, os interesses das famílias e as características da comunidade onde se encontra inserido, assim como a articulação com outros ciclos de ensino, dando especial ênfase ao primeiro ciclo do ensino básico.

 

A matriz curricular apresentada foi elaborada tendo por base as diretrizes evidenciadas pelas “Orientações Curriculares para o Ensino Pré-Escolar” e as “Metas de Aprendizagem”, ambos documentos orientadores emitidos pelo Ministério da Educação e Ciência.

 

 

 

 

Matriz Curricular Educação Pré-escolar (Jardim de Infância 3 - 5 anos)

 

 

Áreas de conteúdo - 25 horas de componente letiva
Formação pessoal e social
Educação para a cidadania Área transversal
Linguagem oral e abordagem à escrita
Conhecimento do mundo
Matemática
Expressão e comunicação
  • Expressão plástica
  • Expressão motora
  • Expressão musical
  • Expressão dramática
Áreas de enriquecimento curricular
Inglês
“Quintas à medida”
Motricidade Infantil
Atelier Musical
Aprende a Cri”Arte”
Globalização das Expressões
Ciência Divertida


 

1º ciclo

A partir dos 6 anos (idade atingida até 31 de dezembro do ano letivo em causa).

O 1º ciclo do ensino básico do colégio Brincadeiras ao Cubo irá funcionar de acordo com as orientações curriculares / metas de aprendizagem do Ministério da Educação e Ciência e está centrado no desenvolvimento integral e equilibrado das crianças, sendo enriquecido com atividades diversificadas numa articulação intencional e coerente entre os processos de ensino e aprendizagem e o desenvolvimento do aluno/pessoa/cidadão. São assim criadas condições para um desenvolvimento global e harmonioso, mediante a descoberta progressiva de interesses, aptidões e capacidades que proporcionem uma formação pessoal, na sua dupla dimensão individual e social.

 

São diversos os documentos normativos que orientam as práticas pedagógicas e os respetivos princípios orientadores na valência de 1º ciclo do ensino básico, nomeadamente:

 

  • legislação em vigor;
  • Lei de Bases do Sistema Educativo;
  • programas das diversas disciplinas e metas de aprendizagem;
  • projeto educativo de escola e planos de turma;
  • princípios do Movimento da Escola Moderna e Metodologia de Trabalho em Projeto.

 

Os princípios orientadores que regulam toda a componente pedagógica e o respetivo desenvolvimento curricular assentam em três pilares integradores de organização e gestão do Movimento da Escola Moderna: diferenciação pedagógica, circuitos de comunicação e participação democrática direta.

 

 

 

As estratégias de diferenciação pedagógica surgem como resposta à diversidade existente, de forma a que todos os alunos consigam progredir na sua aprendizagem, de acordo com as suas características e necessidades individuais. É importante assegurar ao aluno a possibilidade de evoluir, respeitando o seu ritmo de aprendizagem na situação mais favorável ao seu sucesso educativo.

 

O 1º ciclo concretiza-se como um projeto pedagógico global e abrangente, enquadrado pelas metas curriculares do ensino básico, delineadas pelo Ministério da Educação e Ciência. Aqui, o aluno é o centro das aprendizagens, que se querem diversificadas e significativas, onde são contemplados os diferentes ritmos e as necessidades individuais. Acreditamos que o processo ensino-aprendizagem é uma atividade articulada e conjunta dos alunos e professor e que a criança tem um papel ativo na construção do seu conhecimento.

 

 

Matriz curricular e atividades de enriquecimento curricular