4 

 

1.º Ciclo do Ensino Básico

As principais orientações e disposições relativas à avaliação das aprendizagens no ensino básico, nomeadamente a inter-relação entre os processos de avaliação e as aprendizagens e competências pretendidas, têm por base o documento legal de avaliação no âmbito da reorganização curricular do ensino básico - Despacho Normativo nº30/2001 de 19 de julho.

A avaliação diagnóstica ocorre no início de cada ano letivo e sempre que se inicia uma nova unidade de ensino, a fim de permitir o eventual ajustamento do processo ensino-aprendizagem.

A avaliação formativa (principal modalidade de avaliação do ensino básico), assume um caráter contínuo e sistemático e visa a regulação do ensino e da aprendizagem, recorrendo a uma variedade de instrumentos de recolha de informação, de acordo com a natureza das aprendizagens e dos contextos em que ocorrem, assim como das especificidades de cada área curricular disciplinar ou não disciplinar.

A avaliação sumativa consiste na formulação de uma síntese das informações recolhidas sobre o desenvolvimento das aprendizagens e competências definidas para cada área curricular disciplinar, conferindo particular atenção à evolução do conjunto dessas aprendizagens e competências.

A avaliação sumativa tem lugar no final de cada período e de cada ano letivo e é expressa de forma qualitativa. A classificação obtida no final de cada período será o resultado da análise de três domínios: aprendizagens, execução de tarefas e comportamentos / atitudes.

No âmbito da avaliação externa, os alunos do 1º ciclo são submetidos a testes e provas nacionais, nomeadamente:

Alunos do 2º ano – Testes Intermédios de Língua Portuguesa e de Matemática;

Alunos do 4º ano – Provas de Aferição de Língua Portuguesa e Matemática;

Em breve disponibilizaremos as datas de avaliação